Homem nos ataques do meio: tudo o que você precisa saber

Embora a segurança cibernética e as violações de dados sejam tópicos populares hoje em dia, muitas pessoas não tomam as precauções necessárias para manter suas atividades on-line seguras. Isso os deixa vulneráveis ​​a ataques cibernéticos, incluindo ataques man-in-the-middle ou MITMs. Mas o que exatamente é um ataque MITM, e como você pode impedir um? Continue lendo para saber mais sobre esses tipos de ataques cibernéticos e como se proteger deles.


O que é um homem no ataque do meio?

Um ataque do tipo homem do meio é um tipo de ataque cibernético no qual um hacker intercepta a comunicação entre duas partes. Esses tipos de ataques podem ter como alvo qualquer tipo de comunicação on-line, como trocas de e-mail, mensagens de mídia social ou até visitas a sites. O hacker pode visualizar seus dados privados, incluindo conversas, credenciais de login ou informações financeiras. Eles também podem enviar e receber dados sem o seu conhecimento. Alguns tipos de interações on-line que geralmente são alvos de ataques MITM são sites financeiros, conexões que envolvem chaves públicas ou privadas e sites que exigem logins.

Existem duas fases para esses ataques: interceptação e descriptografia. Na fase de interceptação, os hackers redirecionam sua atividade online através da rede antes que ela chegue à parte receptora. O hacker pode ver todos os dados que você e seu destinatário trocam sem o seu conhecimento. Depois de acessar os dados, o hacker irá decodificá-los usando um processo chamado descriptografia.

Esses ataques podem assumir muitas formas diferentes, mas aqui está um exemplo de um comum. Imagine que você deseja visualizar sua conta corrente usando um sistema bancário on-line. Você visita o site e insere suas informações de login. Mas o que você não sabe é que um hacker se inseriu entre você e o site bancário. Isso significa que o hacker pode ver suas credenciais de login, visualizar todas as suas informações financeiras e acessar sua conta bancária.

Diferentes tipos de homem nos ataques do meio

Existem várias maneiras pelas quais uma parte externa pode iniciar um ataque MITM. Aqui estão algumas das maneiras mais comuns de ataque:

Seqüestro de e-mail

Anzol de phishing com senhaNos ataques de seqüestro de email, um hacker direciona as contas de email de organizações como bancos e instituições financeiras. Eles obtêm acesso às contas pessoais de funcionários e clientes e monitoram as transações. Quando surge a oportunidade, eles usam o endereço de e-mail do banco para enviar suas próprias instruções aos clientes. Seguindo estas instruções, os clientes inadvertidamente enviam seu dinheiro para os atacantes, em vez de para o banco..

Escutas Wi-Fi

Outro tipo comum de ataque MITM é a escuta de Wi-Fi. Nesses casos, os atacantes configuram um endereço Wi-Fi com um nome legítimo. Depois, eles esperam que os usuários se conectem à rede Wi-Fi. Depois que os usuários se conectam ao Wi-Fi, os hackers podem acessar seus dispositivos, monitorar suas atividades e interceptar seus dados pessoais..

Seqüestro de Sessão

Um ataque de seqüestro de sessão ocorre quando você faz login em um site, geralmente um site bancário. Uma sessão é o período que você gasta conectado ao site. Essas sessões geralmente são direcionadas por hackers que desejam obter suas informações. Existem várias maneiras pelas quais um invasor pode acessar sua sessão, mas um método comum é roubar os cookies do navegador. Esses cookies armazenam informações como suas credenciais de login e atividade online. Ao roubar seus cookies, um hacker pode facilmente fazer login na sua conta.

Falsificação de IP

Um endereço IP (Internet Protocol) é um número exclusivo que identifica um dispositivo de rede. Esse número está vinculado a todas as suas atividades on-line e funciona como um tipo de endereço de retorno eletrônico. Em ataques man-in-the-middle, um hacker pode falsificar um endereço IP para fazer você pensar que está interagindo com um site familiar. Na realidade, você está interagindo com o hacker e possivelmente dando acesso a suas informações privadas.

Falsificação de DNS

A falsificação do Servidor de Nome de Domínio (DNS) ocorre quando um usuário é forçado a acessar um site falso, projetado para parecer um site real. Se você é o alvo da falsificação de DNS, é provável que acredite que está visitando um site legítimo. Mas você está realmente interagindo com um hacker que está tentando desviar o tráfego do site real e roubar dados como informações de login do usuário.

Falsificação de HTTPS

Ao navegar na Internet ou realizar negócios on-line, você frequentemente verá HTTPS no URL. Isso indica que o site é seguro e você pode usá-lo com segurança. Esses sites têm uma chave de certificado especial para mantê-los seguros. No entanto, existem hackers que fornecem uma chave de certificado falsa, que engana o seu navegador a pensar que você está visitando um site seguro. Isso é conhecido como falsificação HTTPS. O hacker envia você para um site não seguro e pode monitorar sua atividade e acessar seus dados pessoais.

Como se proteger de ataques do MITM

Qualquer usuário da Internet pode ser o alvo de um ataque MITM. Proteger-se pode ser um desafio, porque seus servidores DNS estão amplamente fora de seu controle. Outras partes gerenciam esses servidores, como os sites que você visita, o provedor de serviços de Internet (ISP) ou o departamento de TI da sua empresa. Se esses servidores forem invadidos, você poderá não descobrir a tempo. No entanto, ainda existem várias etapas diferentes que você pode executar para se proteger. Aqui estão alguns dos mais importantes:

Use uma conexão HTTPS

Enquanto a maioria dos sites costumava transmitir dados através de conexões HTTP não seguras, muita coisa mudou nos últimos anos. Agora, a maioria dos sites usa conexões HTTPS como defesa contra ataques cibernéticos. Eles são um pouco mais complicados e custam mais para serem configurados, mas as empresas descobriram que o tempo e o custo extra valem a pena. Verifique se você pode ver “HTTPS” nos URLs dos sites visitados, bem como no ícone de cadeado verde. Se você não vir o HTTPS, adicione-o manualmente. Em seguida, tente recarregar o site. Se a trava estiver visível, isso significa que sua conexão está agora protegida.

Se você possui seu próprio site e ainda usa HTTP, use um certificado SSL / TLS para atualizar para o protocolo HTTPS. Isso estabelecerá uma conexão segura entre seu servidor e os computadores de seus clientes. Depois de configurar sua conexão HTTPS, verifique se os servidores estão configurados corretamente para proteção adicional.

Use HSTS para aumentar a segurança

Embora os certificados SSL / TLS sejam uma etapa importante para se proteger, os hackers ainda podem encontrar maneiras de contorná-los. Mesmo se você digitar uma solicitação HTTPS, os invasores ainda poderão alterar a solicitação para HTTP. Isso impede que a criptografia ocorra e o deixa vulnerável. Para segurança adicional, considere usar a diretiva de servidor da Web HTTP Strict Transport Security ou HSTS. Essa diretiva força seus navegadores a se conectarem ao site HTTPS e bloqueia o conteúdo usando os protocolos HTTP. Também impede que os invasores recuperem informações dos cookies do navegador.

Mantenha seus sistemas e programas atualizados

Os hackers estão constantemente descobrindo novas maneiras de tentar ataques MITM e os desenvolvedores de software costumam atualizar programas para combater isso. Verifique se você é diligente em manter seus sistemas e programas atualizados. Isso inclui seu navegador, seus dispositivos e qualquer aplicativo em seus computadores e smartphones. Escolha um bom programa antivírus e mantenha-o atualizado para protegê-lo contra malware que os hackers podem usar.

Cuidado com as redes Wi-Fi

Isso vale tanto para sua rede doméstica quanto para redes Wi-Fi públicas. Verifique se o Wi-Fi doméstico está protegido e protegido por senha. Seus nomes de usuário e senhas devem ser fortes, únicos e difíceis de adivinhar.

Quanto às redes Wi-Fi públicas, proceda com cuidado. É melhor evitar a conexão com redes abertas, especialmente aquelas sem proteção por senha. Se você precisar usar uma dessas redes, evite fazer login e nunca use-as para acessar contas financeiras.

Use uma VPN

Conexão VPNAo acessar uma rede Wi-Fi pública, você deve usar uma VPN para manter você e seus dados em segurança. Instalar uma VPN é uma maneira extremamente eficaz de manter seus dados seguros. As VPNs criam uma conexão criptografada a partir de uma Internet pública ou rede Wi-Fi. Isso protege os dados que você envia e recebe enquanto conectado à rede Wi-Fi. Se a rede estiver comprometida, um hacker não poderá ver o que você está fazendo online se estiver usando uma VPN. Isso também significa que eles não poderão acessar suas credenciais de login, dados financeiros e informações pessoais.

Pensamentos finais

Praticamente qualquer pessoa com presença on-line pode ser o alvo de um ataque cibernético do MITM. Esses ataques são essencialmente uma forma digital de espionagem, na qual os hackers podem roubar seus dados pessoais ou financeiros ou até induzi-lo a transferir dinheiro para eles..

Existem algumas etapas básicas que os usuários da Internet devem seguir para se proteger contra esses ataques. Isso inclui o uso de uma VPN para conexões Wi-Fi e Internet públicas, sempre usando o protocolo HTTPS e mantendo o software atualizado em todos os seus dispositivos. Embora possa não ser possível parar todos os hackers, usando precauções como essas, você pode se defender contra ataques do MITM.

Kim Martin
Kim Martin Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me