5G e privacidade: devemos nos preocupar? | VPNOverview

Smartphone com 5GApós o sucesso de 3G e 4G, chegou a hora do próximo passo nas redes móveis: 5G. O termo é usado com frequência, tanto no sentido positivo quanto no negativo. Uma rede 5G nos dará uma internet mais rápida e melhor, com todos os tipos de novas possibilidades e oportunidades. Simultaneamente, no entanto, algumas pessoas se preocupam com sua privacidade em um mundo onde o compartilhamento de informações pela Internet é mais fácil e mais normalizado do que nunca. Neste artigo, falaremos sobre o 5G, que tipo de mudanças ele trará e quais preocupações com a privacidade as pessoas têm.


O que é 5G?

5G significa a quinta geração (daí o G) de redes móveis. Como você poderia esperar, havia quatro gerações anteriores. Dois deles provavelmente parecerão familiares: 3G e 4G. Se você está atualmente no seu telefone sem usar uma rede Wi-Fi, provavelmente está lendo este artigo através de uma dessas conexões. 5G é a versão mais recente dessas redes móveis. Ainda está em desenvolvimento e está disponível apenas em locais específicos. Nos próximos anos, no entanto, ele estará disponível em todo o mundo.

Gerações anteriores: 1G, 2G, 3G e 4G

As diferentes gerações de nossa rede móvel mostram quanta tecnologia avançou ao longo dos anos. Em primeiro lugar, havia o 1G, que permitia que os celulares se comunicassem com as torres de rádio. Isso nos permitiu telefonar sem um telefone fixo. Com o 2G, a comunicação digital também se tornou possível: foi quando todos começamos a nos enviar mensagens de texto. A introdução do 3G significava que os telefones celulares podiam se conectar à Internet. Finalmente, a partir de 2013, o 4G tornou-se popular. De repente, os smartphones conseguiram enviar e receber mais dados da Internet a uma velocidade maior. O que isto significa? Bem, assistir à Netflix no seu telefone se tornou normal, por exemplo, enquanto não era antes. Agora é hora do próximo passo: 5G.

Internet mais rápida com 5G

Medidor de velocidade 5GA grande vantagem do 5G é que ele atinge velocidades muito mais altas que o 4G. Ele poderá enviar muito mais dados na mesma quantidade de tempo. Essa melhoria também não é pequena: o 5G torna sua conexão à Internet cem vezes mais rápida que a do 4G. Quaisquer atrasos considerados normais no 4G serão inexistentes no 5G. Uma rede de quinta geração enviará dados em menos de um milissegundo, enquanto isso levaria em média 50 milissegundos com a rede anterior. Em outras palavras, o 5G nos levará de uma rede móvel relativamente rápida para uma rede incrivelmente rápida.

As possibilidades de uma rede 5G

Você pode se perguntar se uma rede tão rápida é realmente necessária. A internet do seu telefone funciona muito bem e você dificilmente pode assistir a esses episódios de The Witcher mais rápido do que você já é. Ainda assim, uma rede mais rápida e estável tem mais vantagens do que você imagina. Aqui estão alguns deles:

Conexões mais estáveis ​​para grandes grupos de pessoas

As redes 4G podem ficar sobrecarregadas com bastante facilidade. Sempre que houver grandes grupos de pessoas em um local (pense em festivais, universidades e aeroportos), os usuários poderão experimentar defasagens. O 5G garante que isso não será mais um problema, não importa quantos smartphones existam na mesma milha quadrada.

Além disso, a demanda por dados móveis continua crescendo. Isso não ocorre apenas porque mais pessoas estão obtendo acesso às redes móveis, mas também porque o número de dispositivos que trabalham com essas redes continua crescendo. De nossos smartphones a geladeiras e nossos relógios inteligentes a monitores inteligentes de bebês: todos eles usam a Internet para enviar e receber dados atualmente. Esse tráfego de dados também deve ser enviado por uma rede móvel. Uma rede 5G eficaz poderia satisfazer essa demanda crescente. O 5G permite que famílias, empresas e locais públicos usem mais dispositivos inteligentes sem afetar a qualidade e a velocidade da rede.

Menos uso da bateria

Você precisa de energia para poder enviar e receber dados móveis. É por isso que a bateria do seu telefone dura muito mais quando você desativa o 4G ou o modo avião. Com o 5G, será necessário muito menos energia para o seu dispositivo enviar a mesma quantidade de dados. Portanto, sua bateria descarrega mais lentamente ao usar 5G em vez de 4G. Você precisará carregar o telefone com menos frequência, o que é um pouco mais conveniente. Enquanto isso, a velocidade da sua internet só aumentará.

Novas técnicas e a “Internet das Coisas”

Carteiro droneA tecnologia 5G pode ser usada para criar novos produtos e serviços. A Internet das Coisas (IoT), que se refere a todos os dispositivos modernos capazes de se comunicar via Internet, crescerá a um ritmo constante. Além disso, o 5G permite streaming de vídeo de maior qualidade. Isso não significa apenas que sua série Netflix ficará incrível na tela do smartphone, mas também que a cirurgia remota pode acontecer de uma maneira melhor e mais segura. Existem muitas outras possibilidades: pense em sistemas de irrigação automatizados ou drones entregando sua correspondência, por exemplo. As máquinas podem se tornar mais automáticas e executar suas tarefas definidas com mais eficiência, tudo devido à comunicação rápida e interminável oferecida pela 5G.

O 5G põe em risco nossa privacidade?

A próxima rede 5G pode contribuir para uma verdadeira revolução tecnológica que conectará todos os tipos de dispositivos inteligentes. Nossas vidas on-line só se tornarão maiores e incluirão mais aspectos de nossas vidas reais. Isso tem vantagens, mas também traz alguns riscos sérios, principalmente em termos de privacidade. O que acontece com todos os dados que estão sendo salvos e compartilhados online? Se a internet sabe mais sobre nós do que sobre nós mesmos, o que isso significa? Essas são perguntas que surgem repetidas vezes. Não apenas existem implicações técnicas para isso, mas também afeta o mundo social e político ao nosso redor.

Nossas informações pessoais são seguras?

Uma rede 5G funcional pode lidar com muitos dados. Isso significa que também será mais fácil registrar todos os tipos de informações sobre seus usuários. Os sites que você visita, sua localização, imagens da câmera no quarto de sua filha e até mesmo as informações de saúde medidas pelo seu Fitbit serão enviadas através de redes 5G. Geralmente, essas informações são usadas exatamente da maneira que você espera: você pode verificar sua filha, mesmo quando não estiver em casa, e seus aplicativos favoritos usam seus dados para melhorar seus serviços.

No entanto, suas informações também podem ser usadas contra você. Isso já acontece muito: existem inúmeras partes capazes de assistir ao que você está fazendo online. Até empresas de marketing e, em alguns casos, cibercriminosos podem ter acesso aos seus dados pessoais. As empresas podem usá-lo para personalizar os anúncios que mostram, para aumentar a chance de você gastar seu dinheiro com eles. Quando se trata de hackers de chapéu preto, o perigo é mais óbvio: eles abusam dos seus dados para prejudicá-lo de qualquer maneira. Quanto mais dados sobre nós forem enviados pelo ar, maior a chance de que esses dados caiam nas mãos erradas. É por isso que muitas pessoas se preocupam com as consequências negativas do 5G. Quem sabe quais partes podem acabar vendo seus dados on-line?

Huawei e 5G

China com FechaduraA Huawei é uma das empresas que pode espiar os dados que estão sendo enviados pelas redes 5G. Esta empresa chinesa produz dispositivos de telecomunicações e agora também se concentra em equipamentos 5G. Talvez você conheça seus smartphones baratos, que se tornaram muito populares nos últimos dois anos. Agora, a Huawei também está desenvolvendo a melhor tecnologia 5G do mundo. Suas antenas 5G são mais fortes que as dos concorrentes, permitindo cobrir áreas maiores e fornecer uma rede de boa qualidade. Isso não aconteceu por acaso: a Huawei investe em 5G há anos. Por causa da alta qualidade, comprar os produtos da Huawei pode parecer um acéfalo, mas as coisas não são tão simples.

Como a separação entre estado e negócios não é tão clara na China quanto na maioria das outras partes do mundo, muitas pessoas se preocupam com as intenções da Huawei. Se nossa tecnologia 5G for fabricada por uma empresa ligada ao governo chinês, esse governo poderá acessar nossos dados. O fato de a Huawei não esclarecer como seus negócios são administrados apenas cria mais desconfiança. A empresa nega qualquer conexão com seu governo nacional, mas as suspeitas continuam aumentando.

A guerra comercial EUA-China

O relacionamento entre a China e os Estados Unidos é complicado, especialmente desde 2016. Isso afetou bastante a Huawei. O presidente Trump introduziu um imposto de importação de 25% sobre todos os produtos chineses, o que resultou em uma guerra comercial entre os países. Isso causou sérios problemas para a Huawei: seus novos smartphones não tinham permissão para usar nenhuma tecnologia americana. Enquanto a Huawei conseguiu importar peças de outros países, a empresa ainda está lutando em outras frentes. Um exemplo importante disso é que eles não têm mais permissão para usar vários serviços do Google, incluindo Android, em novos dispositivos.

A reputação da Huawei também sofreu. Como mencionado anteriormente, muitos suspeitam que a Huawei possa espionar seus usuários para o governo chinês. Além disso, os EUA tentam ativamente convencer outros países a não cooperar com empresas chinesas, incluindo a Huawei. Vários países europeus hesitam em deixar a tecnologia chinesa entrar em suas redes 5G. A tabela abaixo indica como países específicos pensam atualmente sobre possíveis colaborações 5G com a Huawei.

País
Opiniões sobre a colaboração 5G com a Huawei
ÁustriaO governo austríaco não está excluindo a Huawei ainda, mas quer esperar que outros países da UE decidam para que eles possam tomar uma decisão coordenada e conjunta.
BélgicaEm janeiro de 2020, o governo da Bélgica anunciou que vai concordar com o julgamento do Conselho Europeu de Telecomunicações. Isso significa que eles proibirão o uso de equipamentos 5G fornecidos por fornecedores não confiáveis. Os dispositivos 5G da Huawei provavelmente também se enquadram nessa categoria.
República ChecaO serviço de segurança tcheco aconselha a não usar nenhum produto da Huawei, mas o presidente e o primeiro-ministro não se importariam em cooperar.
FrançaOs franceses adotaram a chamada “lei Huawei”: qualquer cooperação em projetos 5G poderá ser interrompida se ocorrer em nome da segurança nacional. O governo anunciou que não pretende proibir produtores específicos. Eles julgarão cada caso por si só.
AlemanhaO governo alemão não vai seguir os EUA. Eles não desejam discriminar partes específicas. O ministro das Relações Exteriores da Alemanha afirmou que é necessária a cooperação com a Huawei para estabelecer uma rede 5G em curto prazo.
HungriaO plano é incluir a Huawei na construção da rede 5G húngara.
ItáliaApós uma investigação aprofundada, o governo italiano foi levado a considerar seriamente ficar longe de qualquer cooperação 5G com a Huawei e outros produtores chineses. Ainda assim, os ministros dizem que a Huawei deve desempenhar um papel no desenvolvimento.
Os Países BaixosOs holandeses decidiram não permitir nenhum equipamento no núcleo de suas redes 5G quando produzido por um estado, entidade ou pessoa que possivelmente tenha a intenção de usar indevidamente ou interromper a rede de comunicação holandesa, ou partes intimamente ligadas a esse estado, entidade ou pessoa. Devido às inúmeras acusações, a Huawei também pode ser incluída nisso.
NoruegaOs noruegueses estão trabalhando em conjunto com a empresa Ericsson para colocar sua rede 5G em funcionamento. Laços com a Huawei estão sendo cortados lentamente.
PolôniaEm setembro de 2019, a Polônia assinou um acordo com os EUA para cooperar com a tecnologia 5G. Mesmo assim, os provedores de telecomunicações poloneses não querem excluir completamente a Huawei.
PortugalO governo disse que não excluirá os produtores chineses ao configurar suas redes 5G.
EspanhaAs partes espanholas já cooperaram com a Huawei e começaram a instalar o 5G em quinze grandes cidades.
SuéciaFoi proposta uma lei que manteria a Huawei e outros vendedores chineses fora da rede 5G sueca. Parcerias e autorizações já podem ser negadas se a parte representar um risco para a segurança nacional sueca.
SuíçaA Suíça tem um contrato de rede 5G com a Huawei para construir um centro de pesquisa juntos.
Reino UnidoO presidente Johnson quer garantir que a segurança nacional não seja comprometida. A Huawei terá um papel limitado a desempenhar, onde não terá acesso às partes mais sensíveis da rede 5G.

Claramente, a Europa está muito dividida sobre esta questão. Especialmente na UE, isso é inconveniente. Vários ministros pediram que a União Europeia tomasse uma decisão unilateral. A UE respondeu com a seguinte diretriz: os produtores que podem representar um risco podem ter uma parte negada nas redes 5G. Independentemente disso, a situação mostra que a criação de uma nova geração de rede móvel não é afetada apenas pelos avanços tecnológicos. Os sentimentos políticos também podem desempenhar um papel enorme.

5G e saúde

Ícone de saúde de smartphoneAlém dos possíveis riscos de privacidade que acompanham o 5G, algumas pessoas também temem que essa nova rede afete sua saúde. Eles acreditam, por exemplo, que a radiação nos deixará doentes. Até o momento, não houve nenhuma pesquisa que provou que as redes 5G realmente afetam nossos corpos. Então, por que as pessoas ainda afirmam que a radiação 5G é ruim? Os medos não são completamente infundados, embora também não sejam totalmente corretos. Eles provavelmente surgiram devido à conotação negativa da palavra “radiação”. Alguns tipos de radiação são prejudiciais aos seres humanos, porque alteram as moléculas do corpo, que podem causar câncer. É por isso que os médicos no hospital ficam atrás de um muro quando tiram um raio-x de você. Uma pequena quantidade dessa radiação não é tão ruim, mas expor-se regularmente a ela é perigosa.

A radiação que vem com 1G, 2G, 3G, 4G e 5G não modifica suas moléculas. É um tipo diferente de radiação chamada radiação não ionizante. Houve testes que parecem sugerir que a radiação da rede móvel é perigosa, embora nenhum deles tenha resultados conclusivos reais. Por exemplo, um estudo encontrou pequenos tumores em ratos machos depois de expô-los a intensa radiação 3G. No entanto, esses resultados foram tão mínimos que poderiam ter sido uma coincidência. Além disso, os níveis de radiação usados ​​neste experimento foram muito mais altos do que os níveis de radiação com os quais lidamos, mesmo que usássemos nossos smartphones a cada hora do dia.

Em 2011, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou a radiação de RF liberada por 4G e 5G como possivelmente cancerígena, o que significa que pode causar câncer. Não se preocupe, no entanto. Outros produtos comuns, como café, podem ser encontrados nessa mesma lista. Se existe uma conexão real entre a radiação e o câncer, ainda está em debate. A pesquisa sobre radiação 5G ainda está em andamento, mas as chances de que algo chocante venha à tona são mínimas.

Quando o 5G estará disponível?

A única questão que resta é quando poderemos usar o 5G. Diferentes partes têm trabalhado no desenvolvimento de torres de transmissão, na produção de novos smartphones e no teste de todos os equipamentos em larga escala. Portanto, não demorará muito até que todos possamos desfrutar dessa rede rápida.

Avião acima do planeta TerraEm todo o mundo, as equipes estão trabalhando no teste e na implementação de redes 5G. Nos Estados Unidos, por exemplo, existem várias cidades onde, desde que você tenha o tipo certo de smartphone, você já pode usar a rede 5G mais rápida. Também no Reino Unido, o 5G está disponível em determinadas áreas. A Coréia do Sul já disponibilizou publicamente o 5G: desde o final de 2018, as empresas puderam usá-lo e agora todos com o dispositivo certo podem.

Em resumo, existem vários lugares no mundo em que as redes 5G já estão em funcionamento. O próximo passo para governos, provedores de telecomunicações e outras partes é disponibilizar o 5G para todos, se você mora em uma cidade grande ou não. Dentro da União Europeia, o objetivo é tornar isso uma realidade antes do final de 2020. A América do Norte e partes da Ásia também estão fazendo grandes progressos em um curto espaço de tempo aqui. Em outros lugares, pode levar mais alguns anos.

Conclusão

5G é o próximo passo para redes móveis. Facilitará conexões mais rápidas e criará todo tipo de novas possibilidades tecnológicas. As defasagens durante jogos e streaming no seu smartphone se tornarão uma coisa do passado. Além disso, poderemos usar dispositivos inteligentes no setor de saúde, agricultura e todos os tipos de outros setores com muito mais eficiência. As possibilidades são infinitas. Simultaneamente, no entanto, devemos ter cuidado com as possíveis conseqüências que isso trará para a nossa privacidade. Só o tempo dirá, mas nunca será demais ter cuidado!

Kim Martin
Kim Martin Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me